Bullying – diga não!

 

A prática do bullying é um problema muito sério. Este tipo de comportamento pode fazer com que crianças e jovens se sintam magoados, assustados, doentes, solitários, envergonhados e tristes.

Os “bullies” ou agressores batem, chutam, empurram ou ainda podem falar mal, ameaçar, colocar apelidos maldosos ou intimidar as pessoas. Um agressor pode espalhar boatos mentirosos sobre alguém, pegar as coisas de outras crianças, tirar sarro de alguém ou deixar um colega de fora do grupo de propósito. Alguns agressores forçam as pessoas a fazerem coisas que elas não querem fazer.
A prática do bullying é um problema enorme que afeta muitas crianças. Um terço de todas as crianças diz que já foi alvo de bullying nas suas escolas.

A prática do bullying faz com que as crianças não queiram brincar fora de casa ou ir para a escola. É difícil se concentrar nas tarefas escolares quando você está preocupado com a maneira como você vai ter que enfrentar o seu agressor. A prática do bullying aborrece todo mundo — e não somente as crianças que são os alvos. O bullying pode fazer da escola um local assustador e pode ocasionar mais violência e mais stress para todo mundo.

O bullying praticado na internet ou cyber bullying é tão perigoso e assustador quanto a prática do bullying feita dentro das salas de aula.

Por que os agressores agem assim?

Alguns agressores querem atenção. Eles acham que praticando o bullying vão ser populares ou vão conseguir o que querem. A maioria dos agressores quer se sentir importante. Quando eles intimidam outra pessoa, isto pode fazer com que eles se sintam poderosos e fortes. Alguns agressores vêm de famílias onde todo mundo está sempre bravo e gritando. Provavelmente eles pensam que ficar bravo, usar palavrões e empurrar as pessoas é um jeito normal de agir. Alguns agressores simplesmente copiam o que outras pessoas estão fazendo. Alguns também já foram alvos de bullying.

Às vezes os agressores sabem que o que eles estão fazendo ou falando magoa as pessoas. Mas alguns agressores podem não ter ideia do quanto suas atitudes podem ser dolorosas para os outros. A maioria dos agressores não entende ou não se importa com os sentimentos dos outros.

Os agressores frequentemente escolhem uma vítima sobre a qual acreditam ter poder. Eles escolhem crianças que se aborrecem facilmente ou que têm dificuldade para se defenderem. Quando as vítimas reagem com medo, os agressores sentem que conseguiram o poder que queriam ter sobre aquela pessoa. Os agressores normalmente escolhem crianças ou jovens que são considerados “diferentes” para serem suas vítimas. Algumas vezes os agressores intimidam uma criança sem motivo algum.

Testemunhas – um papel importante

Todas as vezes em que a prática do bullying ocorre, crianças e adultos participam observando. Estas pessoas são chamadas de testemunhas da prática do bullying. Muitas vezes as testemunhas entram no jogo dos agressores e riem das vítimas também. Muitas vezes as testemunhas não fazem nada para ajudar crianças e jovens que não conseguem se defender sozinhos. Na maioria das vezes, as testemunhas não fazem nada porque sentem medo dos agressores e de se tornarem elas as próximas vítimas.

Bullying: o que fazer?

A boa notícia é: a prática do bullying é um comportamento aprendido que pode ser desaprendido. Crianças e jovens que são agressores podem aprender a mudar suas atitudes. Professores, coordenadores, orientadores e os pais podem ajudar. Os agressores podem mudar quando aprenderem a usar o poder que têm de maneira positiva. Alguns agressores se tornam pessoas incríveis. Outros não aprendem nunca.

Testemunhas podem ajudar defendendo aqueles que não sabem fazer isso sozinho. Quando as testemunhas não participam da prática do bullying, os agressores perdem o seu poder.
Entretanto, a melhor maneira de se eliminar a prática do bullying é promover o diálogo aberto, transparente e honesto sobre questões que oprimem jovens e crianças e criar assim um ambiente seguro e afetivo dentro da escola.

É preciso auxiliar jovens a quebrarem as barreiras que os separam e a criarem conexões saudáveis dentro dos seus grupos.

Todos os dias, em todos os lugares do mundo, jovens, crianças e adultos são alvos da prática do bullying, um comportamento que traz consequências desastrosas para a autoestima das pessoas. Precisamos estar conscientes sobre o impacto que nossas palavras e nossas ações causam nas pessoas.

Qual o exemplo que você está dando para as pessoas a sua volta? Você sabe?

Então, let’s connect?

Deixe seu comentario

You must be logged in to post a comment. Log in »

© 2011 BRTVonline.com
Developed by Lytron Web Design Fort Lauderdale